sábado, 27 de fevereiro de 2010

Chorão ou (Salix babylonica)



Chorão ou (Salix babylonica)

Nome Científico: Salix x pendulina
Sinonímia: Salix × sepulcralis, Salix matsudana, Salix x blanda, Salix elegantissima, Salix pendulina, Salix babylonica
Nome Popular: Salgueiro-chorão, Salso-chorão, Chorão
Família: Salicaceae
Divisão: Angiospermae
Origem: China
Ciclo de Vida: Perene

Os salgueiros-chorões atuais mais difundidos como árvores ornamentais são resultantes da hibridização entre a cultivar Salix babylonica 'Pendula' com S. alba, originando S. x sepulcralis, e com S. fragilis , originando S. x pendulina. Sendo que S. x sepulcralis é um híbrido mais indicado para terrenos secos, enquanto que S. x pendulina é mais apropriado para terrenos úmidos.

De porte médio, sua altura máxima varia de 10 a 25 metros. O caule é elegante, podendo ser tortuoso, com madeira frágil e casca parda-escura que racha com o passar dos anos. A copa arredondada é formada pelo conjunto de ramos longos e flexíveis, que chegam a tocar o solo. As folhas são simples, caducas, dispostas em espiral, lanceoladas, acuminadas, com margens serrilhadas e pêlos na página inferior. As folhas apresentam cor verde a verde amarelada na página superior e glauca na inferior, dependendo da cultivar. As flores surgem na primavera, elas são pequenas, esverdeadas, reunidas em inflorescênsias do tipo amentilho. Planta dióica (com sexos separados). O fruto é do tipo cápsula.

O salgueiro-chorão é uma árvore de cultivo milenar e grande impacto por sua folhagem pendente e muito diferente de outras espécies. Geralmente é plantada isolada, como ponto focal e remete a um certo misticismo, melancolia e contemplação. Os longos ramos balançam graciosamente com o vento, como uma cabeleira. Ela é procurada para plantio junto a lagos e rios, onde suas folhas podem tocar suavemente a superfície da água e até seu reflexo é ornamental. No entanto, não é um espécie apropriada para plantio próximo a tubulações de água, esgoto, tanques ou piscinas, pois suas raízes invasivas podem danificar a estrutura dos mesmos. Seu crescimento é rápido, mas infelizmente não é uma árvore muito longeva.

Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica, úmido a bem drenável e irrigado regularmente no primeiro ano após o plantio. O salgueiro-chorão vai bem tanto em solos secos, tolerando curtos períodos de estiagem, como em solos muito úmidos, inclusive ajudando a absorver o excesso de água. Não tolera ventos fortes e sofre com geadas. Multiplica-se por estaquia e alporquia.

Essa árvore não é recomendada o plantio perto de casas , porque se houver algum vazamento no solo que ela estiver proxima suas raízes entrarão dentro desse cano procurando a agua.

FONTE: http://www.jardineiro.net/br/banco/salix_x_pendulina.php

Chinelinho-de-Madame ou (Calceolária biflora)



Essa forração é cultivada em meia sombra tem como sua origem o Chile, nos meses de Janeiro ela fica caduca ou seja totalemte sem folhas, sua época de floração fica geralmente em dezembro e acontece geralmente na primavera e inverno. A Chinelinho-de-Madame atrae em sua maioria Beija-Flores, ela também é adequada para interiores além de ir muito bem em vasos , porém necessita de luz solar de 4 a 6 horas diárias, sua propagação acontece atraves de sementes, e ocorre em Junho ou seja durante a Primavera.
É indicado seu plantio para solos arenosos, mas se deve tomar cuidado com as Cochonilhas que geralmente atacam suas folhas e galhos, em semanas mais quentes deve ser regada 3 vezes ,em semanas com clima mais frio ou ameno 1 ou 2 vezes.
Essa planta é perene.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Plantas para todos



O Sistema único de Saúde passara a custear seis novos medicamentos à base de espécies brasileiras , eles serão disponibilizados pela rede pública para tratar problemas como constipação e dor nas costas.
Uma seleção de fitoterápicos prestigiados do meio científico ganha o apoio das autoridades brasileiras para desembarcar nos postos de saúde do país. O SUS irá custear remédios desemvolvidos por laboratórios com base em plantas nativas,ampliando, assim, o arsenal terapêutico dos médicos."São produtos já registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária, com garantia de segurança e eficácia", diz José Miguel do Nascimento Junior, diretor do Departamento de Assitência Farmacêutica do Ministério da Saúde.A decisão de adotá-las caberá as secretarias municipais e estaduais.

AS SEIS ESPÉCIES SÃO:
Alcachofra: Para dores abdominais relacionadas a problemas de fígado.
Garra-do-Diabo: Aplicação como anti-inflamatório para dor nas costas e osteoatrite.
Aroeira: Aplicação para infecções ginecológicas.
Isoflavona: Aplicação para sintomas de menopausa como fogachos.
Cáscara-Sagrada: Aplicação constipação.
Unha-de-Gato: Aplicação anti-inflamatóro para artrite reumatoide e osteoartrite.


Fonte: Revista Saúde ; Fevereiro de 2010 ; por Diogo Sponchiato.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Acer ou ( Acer palmatum hybrid)


Acer :
Essa planta possui uma nobre copa que fica colorida o ano todo , arbustro híbrido e é nativo do Japão, China e Coréia do Sul ,seu diferencial é a densa copa formada por folhas estrelares e vermelho-acobreadas que se mantêm coloridas o ano todo pois a plantas não fica caduca ou seja, numca fica totalmente sem folhas , para não errar na compra de uma Acer você deve, desde pequenas escolher a que ja tem uma copa vermelha pois ela possui algumas variedades de outras cores , porém no Brasil ela ainda é pouco usada ja que ela precisa de frio praticamente o ano todo , as regas devem ser feitas uma vez por semana , ela pode chegar a até 2m de altura.

Laranja Vermelha ou Laranja Romã


Laranja Vermelha

A Laranja -romã ou Laranja vermelha como é conhecida , tem uma cor muito bonita e diferenciada , um arona fantástico e é deliciosa. Além disso possui maior quantidade de vitamina C do que a Laranja comum , o pigmento responsável pela sua bonita cor e que lhe fornece propriedades antioxidantes , dizem que a ingestão de dessa Laranja reduz o risco de doenças cardíacas e previne vários tipos de cancro , o seu sumo é da cor da romã mas o seu sabor não difere muito da Laranja comum , tal como seu aspecto que é igual , existem diversas variedades da Laranja Romã , sendo as mais nativas de Itália e da Espanha , além de serem cultivadas na Turquia , ela pode ser encontada entre os meses de Março e Dezembro.

Fonte : http://cozinhaturca.blogspot.com/2009/02/laranja-roma-ou-laranja-vermelha-kan.html

Lichia ou ( Litchi chinensis )


Lichia

Com até 12 metros de altura e uma copa arredondada , a lichia fica muito quando frutífica , os frutos vermelhos e de casca enrugada surgem cachos pendentes e devem ser colhidos com a ajuda de uma tesoura de poda , ela é originária da china, ela é tipica de clima subtropical , se reproduz por sementes ou por alporquia.

Cravo - de - Defunto


A primeira vista parece um nome estranho , até mesmo para algumas pessoas apavorante, mas não é bem assim essa forração é uma planta muito vistosa que tem esse nome Cravo -de - Defunto ou ( Tagetes patula , por ser muito florífera e rústica ela ficou conhecida por esse nome , ela tem origem Mexicana , onde é conhecida como flor de los muertos , lá ela é uma das preferidas para adornar túmulos mas não se espante é por que se mantém bonita por um longo período e fica bonita mesmo plantada em solos secos e ruins.
Esse nome Tagetes patula é uma referencia a Tages um atigo Deus etrusco que surgia da terra para pregar seus ensinamentos, o Cravo-de-Defunto pode chegar a até 50cm de altura , é muito usado para afastar Cochonilhas , pulgões, ele é encontrado em diversas cores como amareladas , alaranjadas , e também bicolores , e aqui vai a opinião de alguém que a cultiva , vale a pena tela em sua casa pois afastada totalmente a maioria dos insetos.

Euterpe olearacea Mart.

Pequeno, redondo e de cor azul-noite, quase negro, o açaí pode ser considerado a pérola da Amazônia. O açaizeiro faz parte da família da...