segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013

Olá amigos, gostaria de desejar um Feliz 2013 para todos, que possa ser um ano cheio de paz e energias positivas, que possamos cada dia mais pensar na natureza, cada vez mais respeita - la ...
Obrigado a todos que visitaram o blog no ano de 2012, é para vocês que este blog é feito é por vocês que busco me dedicar mais ainda...
E lembrem CULTIVE A VIDA , SEJA ELA QUAL FOR...
GRANDE ABRAÇO MEUS AMIGOS...
E OBRIGADO DE CORAÇÃO...



quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Visita ao Parque Ecológico de Ourinhos

Pessoal visitei hoje o parque Ecológico de Ourinhos e gostei muito do contato com os Macacos....



Homenagem a Oscar Niemeyer

0scar Niemeyer;

Muito tem se falado sobre as obras de Oscar NiemeyPerdemos um Grande Mestre e um ser humano especial e notável, dizem todos que o conheceram de perto, porém um dos pontos mais importantes de seu trabalho foi a valorização do paisagismo.

Desde a faculdade, Oscar Niemeyer mantinha amizade com Burle Marx. E, a partir dela, se tornaram parceiros em vários projetos: complexo da Pampulha, Eixo Monumental de Brasília, Museu de Arte Moderna do Rio e outros.

Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho nasceu no bairro das Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro, no dia 15 de dezembro de 1907 e faleceu no dia 05/12/2012.

Seu trabalho, sempre cheio de curvas em concreto que tornavam seu estilo inconfundível, marcou a paisagem urbana do Brasil e de outros países.

Seu primeiro grande projeto foi em Belo Horizonte, em 1940: O Conjunto da Pampulha, no bairro na capital mineira, que incluía o cassino, a Casa do Baile, o clube e a igreja de São Francisco de Assis.
Suas palavras definem o estilo que influenciou a arquitetura em todo o mundo e que o fez merecedor de vários prêmios internacionais:

"Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que encontro nas montanhas do meu país. No curso sinuoso dos sentidos, nas nuvens do céu. No corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo".
Niemeyer projetou o parque Ibirapuera e o Edifício Copan, ambos em São Paulo. Em 1956, com JK na presidência do Brasil, organizou o plano piloto de Brasília e foi responsável pela construção da nova capital federal.
Com traços ousados, o filho do modernismo criou o Itamaraty, o Alvorada, o Congresso, a Catedral, a Praça dos Três Poderes, entre outros prédios e monumentos.

Perdemos um Grande Mestre e um ser humano especial e notável, dizem todos que o conheceram de perto.







 
 Fonte : http://www.auepaisagismo.com/?id=Aue-Paisagismo-homenageia-Niemeyer%2c-o-arquiteto-que-promoveu-o-paisagismo-de-Burle-Marx.&in=1143


 

Orquídea

Seguindo com as fotos "Plantas do Meu Jardim", agora as fotos são da belissima florada da Orquídea.



segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal

Gostaria de desejar Feliz Natal a todos, e não nos esqueçamos do verdadeiro significado que é o nascimento de Jesus....
Um ótimo Natal a todos....um grande abraço ....muito amor no coração de todos...


domingo, 25 de novembro de 2012

Manjeiricão


Manjeiricão:


Nativo da Índia, onde é cultivado quase que como planta sagrada, o manjericão é uma das mais importantes ervas culinárias. Sua mística espalhou-se pelo mundo, sendo usado, pelos gregos ortodoxos em rituais religiosos, e no interior do México, como “talismã do amor”. Com folhas decorativas e saborosas, dão um toque poético a diversos tipos de pratos.


O manjericão é ideal para saladas, pratos de massa, omeletes, sanduíches e molhos à base de tomate. É famoso no preparo de pratos al pesto típicos da cozinha italiana. As folhas do manjericão são muito delicadas. Procure acrescentá-lo ao prato cozido, no último instante.


Quando o manjericão florir, corte o pendão floral. Isto manterá o vigor da planta e aumentará sua longevidade. O manjericão apresenta sintomas de queima de folha e poderá morrer em temperaturas abaixo de 6ºC. O ciclo do manjericão é variável, dependendo do manejo e do clima. Chega a produzir durante 3 anos, em condições climáticas favoráveis.



Fonte:http://www.hortaemcasa.com.br/mostraproduto.asp?prod=2EAD5E 

Morango

Morangueiro:

Uma das frutas mais apreciadas em todo o mundo , na verdade, não é um fruto.
O morango é um pseudofruto, os frutos verdadeiros são as sementes espalhadas pela superfície do morango.
Mesmo típica de cima temperado quente, a planta tolera clima subtropical frio e pode ser cultivada em canteiros ou vasos, sempre sob sol pleno, ela tem ciclo anual e cresce de forma esparramada.










Fonte:  Revista Natureza, Ed; 288, de julho de 2011, Página 09.

Orquídea


Orquídea em meu Jardim.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Meu Jardim.

Meu jardim......

Eucalipto Arco-íris

                    O eucalipto arco-íris é uma árvore de grande porte, que se destaca pelo colorido espetacular do seu tronco. É o único representante do gênero dos eucaliptos que ocorre naturalmente no hemisfério norte, nas Ilhas da Nova Bretanha, Nova Guiné, Ceram, Celebes e Mindanau. No seu habitat pode atingir 75 metros de altura, com 240 centímetros de diâmetro de tronco; mas em cultivo geralmente permanece entre 20 a 30 metros de altura. O segredo por trás do colorido especial desta árvore está na forma como ela vai se descascando e revelando as partes coloridas. Inicialmente a casca fina, lisa e marrom se despreende, e uma cor verde clara e vibrante aparece. Esta mancha de cor torna-se então sucessivamente verde escura, azulada, púrpura, laranja e por fim vermelha. Acontece que o processo ocorre a todo momento, formando manchas coloridas em diferentes estágios. A impressão que se tem é de que a árvore foi misteriosamente pintada, tornando-se uma verdadeira obra de arte da natureza.
Além do tronco cilíndrico e ornamental, suas folhas são atrativas também. Elas são opostas, ovadas a lanceoladas, e apresentam cor verde-escura na página superior e cinza na página inferior. As flores se reunem em inflorescências do tipo umbela, terminais ou axilares. Elas são numerosas, de cor branco-creme a amareladas, com longos estames, perfumadas e produzem néctar em abundância, atraindo abelhas. Os frutos que se seguem são cápsulas globulares, de cor marrom, contendo de 3 a 12 sementes por válvula. As sementes são diminutas, achatadas e com uma pequena asa. O florescimento ocorre diversas vezes ao ano, com mais profusão na primavera e outono.
              

No paisagismo, o eucalipto arco-íris é uma excelente escolha para formar alamedas em largos caminhos. Como seu belo tronco é apreciado de perto, não é muito interessante plantá-la em locais distantes dos locais de passagem. Ainda assim, há que se ter em mente a preocupação com o espaço requerido pela planta e sua proporção com relação a construções próximas. O ideal é utilizá-la em amplos jardins, assim como em praças e parques, distante de tubulações enterradas, muros, casas e fiações. Seu crescimento é rápido e não exige muitos cuidados depois de bem estabelecida. Nas Filipinas é uma das principais árvores destinadas à produção de celulose para papel. Ao contrário de outras espécies de Eucalyptus, o eucalipto arco-íris não produz óleos aromáticos. Por ser uma espécie rústica e pioneira ela é utilizada com sucesso em áreas de reflorestamento com solos pobres, arenosos ou de recente atividade vulcânica.





 Deve ser cultivado sob meia-sombra ou sol pleno, em diversos tipos de solos, preferencialmente drenáveis, profundos, enriquecidos com matéria orgânica e irrigados regularmente por pelo menos dois anos após o plantio. Suas raízes profundas, o tornam resistente à curtos períodos de estiagem. Tolera geadas leves, mas perece sob o frio intenso. Por este motivo, não é indicado para climas temperados ou mais frios. Aprecia o calor e a umidade tropicais. Tolerante à salinidade de regiões litoraneas. Não é adequado às regiões semi-áridas e é muito sensível ao fogo, ao contrário de outros eucaliptos. Multiplica-se facilmente por sementes ou estacas. As sementes germinam entre 4 a 20 dias após a semeadura. As estacas devem ser removidas dos ramos de plantas jovens, com menos de 2 anos. As mudas podem ir para o local definitivo com cerca de 4 meses.

Fonte: http://www.jardineiro.net/plantas/eucalipto-arco-iris-eucalyptus-deglupta.html

Fonte foto 01 : http://8vox.com/2012/08/21/a-colorful-jungle-accessory/

Fonte foto 02: http://de.wikipedia.org/wiki/Datei:Eucalyptus_deglupta-base.jpg

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Dia da árvore

Ola amigos tudo bem?

Hoje é o dia da árvore , um dia muito especial ....
Dia muito especial para mim também que além de comemorar o dia da árvore, comemoro por essa ser a postagem de número 300, um blog que começou tão discretamente ...com tão poucas postagens , sabendo pouco sobre o universo imenso das plantas...Hoje vejo esse blog ser muito visitado, com várias perguntas feitas semanalmente ....
Só tenho a agraceder a vocês por me fazerem perguntas, que vistam esse blog... sem vocês eu não conseguiria chegar a esse número ... não teria motivação ....

Obrigado meus amigos de coração mesmo....

Esse blog é feito para vcs e por vocês... me mandem fotos de suas plantas... para eu publicar aqui no blog.. foto com vocês juntos...




sábado, 8 de setembro de 2012

Macaúba.

 Família: Arecaceae, anteriormente denominada Palmae.
 Gênero: Acrocomia
 Espécie: Acrocomia aculeata (lacq ) Lood. ex Mart
 Origem: Matas do norte até o sudeste do Brasil.
 
 
  A palmeira Macaúba (Acrocomia aculeata (lacq ) Lood. ex Mart) é uma espécie nativa das florestas tropicais, cuja característica principal é a presença de espinhos longos e pontiagudos na região dos nós.
  A palmeira chega a atingir 15 metros de altura, caracteriza-se pelo estipe reto recoberto pelos restos das folhas velhas, além dos espinhos já mencionados. As folhas atingem até 1 metro de comprimento e as flores são agrupadas em cachos, pequenos e amarelos. Seu fruto é globoso, liso, e de coloração  marrom-amarelada quando maduro
  Tradicionalmente, no Pantanal Mato-grossense, a comunidade utiliza no âmbito doméstico suas folhas, frutos e sementes para diversos fins. Em outras regiões brasileiras, já estão sendo comercializados, de forma incipiente, produtos derivados desta palmeira.
 
 

Segundo Décio Luiz Gozzoni, engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Soja, a demanda potencial do biodiesel para 2020, de acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), em apenas oito países, saltará de 34,7 milhões de toneladas em 2010 para 133,8 milhões em 2020, com um incremento próximo de 300%. Os Estados Unidos se manterão como o principal consumidor, saltando de 14,8 milhões para 51,5 milhões de toneladas, mas percentualmente o grande incremento será mostrado pelo Brasil cujo potencial de consumo será de 20 milhões de toneladas em 2020, cerca de 900% acima dos dois milhões de toneladas de 2010.

            
 
 
 É dentro dessa perspectiva de mercado que Gozzoni insere a macaúba, cuja vocação para produzir óleo foi pesquisada pela Embrapa com bons resultados na década de 80, quando a palavra biodiesel, assim como a macaúba hoje, era desconhecida da grande maioria das pessoas.
celente alternativa para a produção de biocombustível.
            Diante da expectativa de uma demanda cada vez maior provocada pelas crescentes dificuldades de exploração dos combustíveis fósseis e também por sua utilização como estratégia política, um programa para os biocombustíveis terá, cada vez mais, que levar em conta a utilização de plantas de alta produtividade como matéria-prima.
 Assim como as fontes energéticas, a questão da água também adquire importância cada vez maior, são vários indicadores preocupantes que apontam problemas climáticos e escassez de água.
A macaúba atende essas condições com vantagens sobre outras plantas culturais que ocupam hoje posição de destaque no Brasil na produção de biodiesel, como a soja e o dendê. Embora com um potencial menor que da soja para produzir óleo, a macaúba ganha pelo volume que pode passar de 30 toneladas de biomassa por hectare, enquanto no caso da soja é de apenas 4%; o que resultaria em cerca de 5 mil litros e um mil litros de biodiesel por hectare, respectivamente. Além disso, a macaúba, uma palmeira rústica, necessita de pouca água, concorrendo, nesse caso, também com a palma ou dendê.
 
 
 
 Outra linha importante de estudo é o comportamento do endocarpo de macaúba para a produção de carvão vegetal, em especial, quando comparado à madeira de eucalipto. Segundo José de Castro Silva, engenheiro florestal e professor da Universidade Federal de Viçosa, os endocarpos de palmáceas apresentam maiores valores de rendimento gravimétrico em carvão, rendimento em carbono fixo, teor de cinzas e densidade aparente, quando comparados com a madeira de eucalipto.
 Este segundo, apresenta valores mais elevados para a densidade real, porosidade e teor de carbono fixo. Com o resultado de experimentos desenvolvidos, concluiu-se que o carvão de endocarpo das palmáceas pode ser considerado superior ao carvão da madeira de eucalipto.
 
 
FONTE:  http://www.ciflorestas.com.br/texto.php?p=macauba

Referências Bibliográficas:
 
  • LORENZI, G.M.A.C. Acrocomia aculeata (lacq ) Lood. ex Mart.: Aspectos ecológicos, usos e potencialidades. Curitiba, 2006.
 
 
 
 
 

 

Idéias Inovadoras.


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pulgões

Os pulgões são insetos sugadores capazes de se multiplicar rapidamente, causando sério prejuízos econômicos para agricultores em geral. Das cerca de 4.000 espécies conhecidas, pelo menos 250 causam perdas agrícolas. Eles se alimentam da seiva das plantas, perfurando os vasos condutores. Além dos prejuízos diretos, os pulgões ainda são transmissores de doenças entre as plantas e favorecem o surgimento de fungos.
Seu ciclo reprodutivo é bastante interessante, sendo que nos meses mais quentes do ano as fêmeas produzem outras fêmeas partenogeneticamente, isto é, sem fecundação e de maneira vivípara; enquanto que no outono, ocorrendo o acasalamento entre machos e fêmeas, e tornam-se ovíparos.
Os pulgões podem apresentar diversas cores, de acordo com a espécie, entre o marrom, o verde, o amarelo, o vermelho, o cinza e o preto. Os principais predadores naturais dos pulgões são as joaninhas, sirfídeos (moscas-das-flores), besouros e vespas, mas há inúmeros outros animais capazes de predá-los. Algumas formigas utilizam-se de uma solução aquosa rica em açúcares, que os pulgões excretam e por este motivo protegem-nas dos predadores.
O controle dos pulgões pode ser feito naturalmente com a introdução de predadores e parasitas. Outras formas de combate tradicionais e eficientes, são a calda de fumo e o óleo mineral. Inseticidas comerciais devem ser usados apenas quando as plantas não estiverem com flores e frutos, pois matam também insetos benéficos às plantas como as abelhas.
Além do Chá de Sabão, que extermina os pulgões.


Fonte: http://www.jardineiro.net/pragas/pulgao.html





Chá de Sabão.

Ola meu amigos , como muitos me pediram para ensinar como fazer o chá de sabão, segue abaixo como fazer, essa formula é usado como inseticida, portando não use para doenças fungicidas.

Atua como inseticida e é prático de ser feito.
Raspe duas colheres de sabão de coco em pedra (não deve ser sabão em pó).
 Dissolva em um litro de água. Pulverize sobre a planta em intervalos de 3 - 4 dias, até que a praga seja controlada.
(Geralmente de 3 a 4 aplicações são suficientes).



Fonte Foto : http://www.baixaki.com.br/papel-de-parede/28795-pulgoes.htm

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Replantando a Rosa - do - Deserto

Replantando Adenium obesum.


Replantando Adenium obesum.
Parte 2:


Fonte : http://www.rosadodesertobrasil.com.br/index.php/dicas-de-cultivo/podando-um-adenium-2

Podando uma Rosa - do - Deserto

Rosa - do - Deserto.




Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=pf_V1wzaaiw&feature=player_embedded#!
ou pelo site : www.rosadodesertobrasil.com.br

sábado, 11 de agosto de 2012

Preservar.






Fonte : https://www.facebook.com/pages/Obras-Sustent%C3%A1veis/254093951293475

Horta

Uma ótima opção para quem não tem espaço em casa e desejar ter uma horta.
Vi no facebook, e decedi colocar no blog para que todos possam fazer.


terça-feira, 31 de julho de 2012

Bulbine Amarela

(Bulbine frutescens)



 
Originária da África do Sul. Inflorescência racemosas longas até 30 cm de altura com flores pequenas, amarelas ou alaranjadas, dependendo da variedade,floresce durante o ano todo. Cultivada em canteiros com terra bem preparada, rica em matéria orgânica  e de boa permeabilidade a pleno sol. É tolerante ao frio.


Fonte foto: http://www.amwua.org/photo_detail.html?recordid=507

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Plantas Purificadoras de ar.

1. Palmera de Bambu : Elimina formaldeído e também se diz que atua como um umidificador natural.

2. Espada de São Jorge: Serve para absorver os óxidos de nitrogênio e formaldeído.

3. Palmeira: Uma das melhores plantas de purificacão do ar para a limpeza do ar em geral.

4. Planta aranha (Clorofito): Grande planta de interior para eliminar o monóxido de carbono e outras toxinas e impurezas. Planta-aranha são uma das três plantas recomendadas nos casos da eliminação de formaldeído do ar.

5. Lírio de paz: este poderíamos chamar de "limpeza de todos." Frequentemente são colocados no banheiro ou lavanderia, uma vez que eles são conhecidos para a remoção de esporos de fungos. Também conhecido para eliminar formaldeído e o tricloroetileno (é um hidrocarboneto clorado comumente usado como um solvente industrial ).

6. Gérbera: No solo estas maravilhosas flores eliminam o benzeno no ar, são conhecidos para melhorar o sono ao absorver dióxido de carbono e emitem mais oxigênio durante a noite.



Fonte Foto: 
http://www.sementesmm.com.br/conteudo/enciclopedia/herbaceas/item/60-g%C3%A9rbera.html

Acerola

(Malpighia emarginata).

Na Primavera começam a surgir, praticamente juntos, flores e frutos que despontam até meados do outono. Os frutos vermelhos e vistosos, são muito consumidos ao natural e na forma de sucos. Este arbusto pode ser cultivado como planta de destaque no jardim pela sua exoticidade ormanental.
Muito ramificado e com a copa densa e aberta , atinge até 4 metros de altura, originário das Antilhas, é característico de clima tropical , tolerante a clima subtropical de baixa altitude. O solo deve ser rico em matéria orgânica e mantido úmido , a reprodução é por sementes e estaquia.




 Fonte: Paisagismo para Pequenos Espaços, Editora Europa, Pagina 110.
Foto: http://biologiagui.com.br/tag/fotos/

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Limão - Rosa.

 Nome da fruta: Limão-cravo
 
Nome científico: Citrus bigaradia Loisel.

Família botânica: Rutaceae

Características da planta: Árvore de pequeno porte, chegando a cerca de 5 metros de altura, copa arredondada. Folhas de coloração verde intenso e pecíolo alargado, fortemente aromáticas quando maceradas. Flores pequenas, alvas, aromáticas e melíferas.
Fruto: Tipo esperídio, globoso, ligeiramente achatado, casca de coloração verde-amarelada, amarela ou amarelo-avermelhada na maturação. Polpa ácida, amarga, envolvendo muitas sementes.
Frutificação: Inverno
Propagação: Enxertia



                        Dentre os cítricos, não há árvore mais resistente do que a do limão-cravo. Não foi à toa, portanto, que ela difundiu-se com mais facilidade e velocidade por todos os recantos da América, assim que a família dos frutos cítricos foi trazida da Europa.
Agora, quase não há rincão, quintal ou km silvestre deste continente em que não haja – ou em que não tenha havido um dia – pelo menos um limoeiro-cravo. Proveniente da Ásia, talvez seja a árvore exótica que melhor tenha se adaptado a estas terras que se denominam Brasil, podendo ser encontrado em qualquer beira de praia ou pasto pelo interior.
Pequeno, rústico, de folhas muito verdes, quando frutifica o limoeiro-cravo fica pontilhado de frutos feios, porque manchados e irregulares, quase disformes, de forte cor alaranjada, por fora e por dentro. No entanto, se a casca do limão-cravo, de aparência grosseira e agreste, é suscetível ao ataque de agentes externos como fungos e doenças, por dentro ele costuma permanecer sempre são e com bastante sumo.
Também conhecido por limão-francês ou limão-vinagre, a fruta, em si, não apetece a vista, mas vale o fechar dos olhos: a polpa azedíssima, já não tão laranja, desfaz-se em um saborosíssimo suco, ainda mais rico em vitamina C do que o de seus parentes mais conhecidos. Com tantas excelentes qualidades, o limão-cravo tem fiéis consumidores entre aqueles que o encontram nos fundos de quintais e pomares.
O principal uso do limoeiro-cravo, entretanto, talvez seja um pouco menos nobre do que o consumo do suave e ácido suco de seu fruto. Uma das características mais apreciadas da planta é justamente a resistência e a rusticidade da árvore, e não particularmente a riqueza e o sabor da fruta: no Brasil, essa árvore costuma ser o cavalo preferido para enxertia dos demais cítricos, sobretudo da laranja e do limão-taiti.
Embora, dessa forma, o limoeiro-cravo continue prestando um importante serviço, certamente não deixa de ser um pena a pouca ou nenhuma produção comercial de seu fruto, o próprio limão-cravo.


Fonte : http://poderdasfrutas.com/categoria/limao-cravo

Foto:  http://pimentasnucleares.blogspot.com.br/

sábado, 5 de maio de 2012

Cuidados com o seu Bonsai.

Luz: Todo Bonsai deve receber sol diretamente em suas folhas.O sol é indispensável para sua formação.
Água: Em dias de muito calor (acima de 30º) regue duas vezes ao dia e em dias de muito frio (abaixo de 15º) regue a cada dois dias. Coloque água por cima da terra em toda a superfície até que comece a sair por baixo nos orifícios do vaso.
Adubação: Deve ser adubado sem exageros (em pequenas doses ). Sugerimos uma adubação muito simples usando NPK 10 - 10 - 10 , em frequencia bimestral.
Poda: É necessário que se faça podas regulares para se manter o aspecto de mini - árvore. 
Doenças e Pragas: Pode ser tratados facilmente com inseticidas específicos para plantas ornamentais.






 Fonte Foto 01 : http://www.mundodeflores.com/rosas-cuidados-bonsais.html

Fonte foto 02 : http://www.dicasdebonsai.com.br/ntc/default.asp?Cod=22

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Chia.

                     A chia (Salvia hispanica L.) é uma pequena semente de forma oval (2 mm de comprimento) e é um super-alimento antiquíssimo de cor acastanhada clara e oriunda da Colômbia e México, onde a sua composição especial e as suas propriedades benéficas para a condição física foram detectadas já há centenas de anos. Durante séculos as sementes nutritivas da chia formaram o alimento base dos Índios indígenas do sudoeste da América.


                    Chia é a palavra Maia para designar força. As sementes eram utilizadas por estas culturas como alimento de mega-energia. Os mexicanos costumam dizer que uma colher das sementes é o suficiente para sustentar uma pessoa por 24 horas. E isto tudo porque elas possuem cinco vezes mais cálcio que o leite, duas vezes mais potássio que as bananas, três vezes mais anti-oxidantes que as famosas uvas-do-monte, três vezes mais ferro que o espinafre. São uma fonte de proteína completa, fornecendo todos os aminoácidos essenciais de que precisamos. São também mais ricas em fibras do que a aveia e contêm mais ómega 3 que a linhaça.
                      Hoje em dia, estudos científicos provam que a chia proporciona grande número de nutrientes interessantes, de tal modo que esta semente mágica é momentaneamente redescoberta pelos nutricionistas e está ganhando rapidamente uma enorme popularidade, quer seja na alimentação humana ou na dos animais. Actualmente a chia é cultivada para fins comerciais no México, Argentina, Bolívia, Peru e Colômbia.
A composição da chia pode ser comparada com a de outras sementes mucilaginosas como a linhaça e o psílio. Ao contrário da linhaça, a chia não contém factores anti-nutricionais, factores que no caso da linhaça limitam a sua utilização sem tratamento de calor preliminar. Factores anti-nutricionais são os glicósidos cianogénicos ou linatina, que são antagonistas da vitamina B6, o que na realidade quer dizer que impedem a vitamina B6 de actuar no metabolismo. Além disso, a chia tem um sabor muito mais agradável do que a linhaça de tal modo que os pássaros a ingerem com mais apetite.
                     A chia contém não menos do que 23 % de ácidos gordos poli insaturados, dos quais 18 % sob forma de ácido linoleico. Com isso é a semente com o mais alto teor de ácidos gordos ómega-3 no mundo vegetal. Os ácidos gordos omega-3 são ácidos gordos absolutamente indispensáveis para o Homem e para os animais; entre outros aumentam a resistência contra doenças e têm propriedades anti inflamatórias. Além disso o óleo da chia é rico em antioxidantes naturais (e.o. ácido clorogénico e ácido cafeico). Assim, o óleo da chia tem uma forte actividade antioxidante e impede a oxidação das gorduras (= ranço). Isto explica a razão pela qual os ácidos gordos omega-3 administrados através da chia são extremamente estáveis e podem ser conservados durante muito tempo, contrastando com o que se passa com a maior parte das outras fontes de ómega-3.
                A chia pertence, exactamente como o psílio e a linhaça, às sementes mucilaginosas. Estas sementes são de facto ricas em mucopolis-sacarídeos e constituem uma excelente fonte de fibras alimentares solúveis e insolúveis. São os mucopolissacarídeos solúveis que formam um gel mucoso incolor à superfície das sementes, quando entram em contacto com a água. Quando se mete um punhado de sementes de chia num copo de água, constata-se que após alguns minutos o copo está cheio com um tipo de gel pectinoso. Estas mucilagens são benéficas para os intestinos. Em primeiro lugar podem fixar até 12 vezes o seu peso em água, o que faz que melhorem a qualidade e a consistência das fezes em caso de diarreia. Além disso estes mucopolissacarídeos constituem também uma camada de mucilagem na parede intestinal de tal modo que as bactérias patogénicas são travadas nos seus efeitos danificadores e que as mucosas do intestino possam recuperar mais depressa.
A chia é também uma boa fonte de proteínas de alta qualidade com um excelente padrão de aminoácidos. Também é rica em minerais (e.o. 0,65 % de cálcio, um valor muito mais alto do que na maior parte das outras sementes).
As sementes de Salvia hispanica germinam normalmente em 10 a 14 dias. Precisam de luz para germinar (coloque-as na superfície sem enterrar). Se recomenda o uso de GA3 para obter uma germinação mais uniforme.
Use substrato ou solo fino, leve e bem arejado. Temperatura ideal 20-25°C.
El transplante ao lugar definitivo, de preferência com bastante sol, pode ser feito quando as plantinhas tem entre 7 a 10 cm.
As plantas podem ser cultivadas em vasos, já que alcançam uma altura de 1 metro unicamente.
A Salvia hispanica é uma planta anual que cresce ate 1 m. Suporta frio intenso. Suas flores são hermafroditas (tem órgãos tanto masculinos e femininos).
A planta prefere solos leves a médios e exige terrenos bem drenados. Não e exigente em matéria de solos, mas não pode crescer na sombra, ele exige terra mais seca do que muito úmida.

Fonte: http://manuaisdecultivo-plantamundo.blogspot.com.br/2010/03/chia-salvia-hispanica.html

 

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Pássaros em Meu Jardim.

Em meu jardim haviam muitas lagartas e besouros, que destruiam as plantas, em vez de matar eles com veneno decidi colocar comidas para os pássaros.
E deu certo as pragas diminuiram , com o aumento de pássaros, eles vem e se alimentam dessas pragas, todos os dias coloco banana em uma casinha que comprei e enche de Sanhaços, Sábias, Bem - te - vi.. além de outros, além de ajudar a natureza.

Código Florestal


sábado, 21 de abril de 2012

Flor do Hibisco.


Tirada por Rodrigo Sanchez.

Lagartas Diferentes e Perigosas.

Lagartas Diferentes.


Fotos Rosa - do Deserto.

Fotos Rosa - do - Deserto.



Fonte Foto 01 : http://plantas-ornamentais.blogspot.com.br/2010/07/rosa-do-deserto-adenium-obesum.html


 Fonte : http://www.atelierdobonsai.com.br/forum/viewtopic.php?t=10625


Fonte : http://devorador-d6-pecado.blogspot.com.br/2012/03/rosa-do-deserto.html


Euterpe olearacea Mart.

Pequeno, redondo e de cor azul-noite, quase negro, o açaí pode ser considerado a pérola da Amazônia. O açaizeiro faz parte da família da...